ornamento de mandala

Buer

Baur, Gemen, Gemer

Equilíbrio

Buer é um presidente que comanda 50 legiões de espíritos, aparecendo na forma de sagitário (um centauro), ou como uma cabeça de leão com cinco pernas de cabra. Este daemon ensina sobre filosofia moral e natural, arte da lógica, virtudes das ervas e plantas. Também cura desequilíbrios dos homens, como alcoolismo e outros vícios, e fornece bons familiares.

Análise

Ao ser adotado por Apolo, o centauro Quíron adquire diversos conhecimentos sobre plantas, lógica, poesia, filosofia, entre outros, sendo a divindade mais diretamente associada com o daemon Buer. Sua natureza controlada e sábia permite que os homens restaurem seu equilíbrio, sendo uma exceção entre os centauros, frequentemente associados ao alcoolismo e aos excessos nos mitos gregos.

A capacidade de fornecer bons familiares está relacionada aos conselhos de Quíron, que foi mentor de diversos heróis e sábios, como os Argonautas Jasão e Peleu, o médico Esculápio, o semideus Aristeu, e Aquiles.

Outros centauros gregos que possuem associações com Buer são Pholos, posteriormente transformado na constelação de Sagitário (em outras versões do mito, Quíron recebe esta graça), e Nessos, que carregou a noiva de Héracles, Deianeira, em suas costas na travessia do rio Eveno. Ambos são mortos por flechas em situações diferentes: Pholos por abrir sua garrafa de vinho e com isso levar os outros centauros a um frenesi, e Nessos atingido por Héracles ao tentar violar sua noiva.

Outra manifestação de Buer, na forma de um leão com pernas de cabra, possui relação com as quimeras gregas, mas também com uma profecia bíblica que descreve uma Era de Ouro, quando haverá paz no mundo, e o Leão e o Cordeiro poderão viver juntos. De forma geral, a passagem iniciada em Isaías, 11:6 descreve uma era em que os predadores ficarão em paz com suas presas, o que pode ser relacionado ao equilíbrio concedido por Buer ao magista.

Selo de Buer

círculo de goécia salomônica