ornamento de mandala

Beleth

Baaleth, Bileth, Bilet, Elith

Amor

Beleth é um rei que comanda 85 legiões de espíritos. Aparece como um cavaleiro furioso sobre um cavalo pálido, com sons de instrumentos musicais, ou como uma mulher com asas. Causa o amor incondicional de homens e mulheres.

Análise

Beleth é um dos quatro líderes na fuga dos 72 Daemons, segundo a lenda onde estes foram aprisionados em urnas por Salomão. É um daemon de comportamento furioso, estando relacionado à guerra e aos conflitos. Ao evocá-lo, é recomendado que o magista segure uma vara de aveleira à sua frente, e faça um sinal de triângulo – o que também poderia ser feito com outros daemons, mas é citado especificamente no caso de Beleth. Beleth é um rei, e por isso indica-se seu recebimento de forma cortês, o que incluía nas culturas antigas exultação com instrumentos musicais (isto é também citado no Salmo do anjo correspondente, Yezalel).

Pode ter relação com Ishtar ou Inanna (ambas Senhoras), que apareciam montadas sobre um Leão, e posteriormente foram substituídas por uma cortesã ou um Sol na emblemática Persa. Sua aparência de rei sobre um cavalo pálido tem grande semelhança com a do cavaleiro do apocalipse Conquista (também ligado a motivos bélicos). Em outra passagem do Apocalipse, este cavaleiro surge com um arco, e recebe uma coroa, para que seja vencedor e possa conquistar os Reinos.

O anjo Yezalel também reina sobre a conquista e a liderança. Seu lado negativo, porém, está relacionado à intransigência e à arrogância. No campo amoroso, conquista e liderança podem ser ressignificados em relação à atração de pretendentes e à fidelidade conjugal. O planeta que se relaciona a Yezalel é Júpiter, mais uma vez reforçando o aspecto bélico voltado para a liderança.

Selo de Beleth

círculo de goécia salomônica