ornamento de mandala

Aim

Aym, Ain, Aini

Fogo, Mente

Aim é um grande e forte duque, que comanda 26 legiões de espíritos, e aparece montado em uma víbora, carregando uma espada de fogo nas mãos, com o corpo de um belo homem e três cabeças. A primeira cabeça é a de uma serpente, a segunda a de um homem com duas estrelas na testa, e a terceira a de um bezerro. Com sua espada, Aim queima cidades, castelos e lugares importantes. Concede a característica da sagacidade, e responde sinceramente sobre assuntos privados.

Análise

Aim é um daemon com poder de queimar cidades e castelos, e na Goécia segundo Dr. Rudd sua contraparte angelical é Melahel.

Melahel rege as águas, a terra fértil e mais especificamente as plantas necessárias para a cura de doenças. Neste caso, a capacidade de regular o poder do daemon Aim se apresenta de forma clara, já que apresenta aspectos de cura opostos à imolação causada pelo fogo do daemon.

A frase utilizada no selo do anjo (Salmo 121:8) diz “Iahweh guarda a tua partida e chegada, desde agora e para sempre”, aludindo ao caráter de proteção e cura do anjo Melahel, e protegendo o magista de possíveis ações não desejadas de Aim.

Selo de Aim

círculo de goécia salomônica