ornamento de mandala

Agares

Agreas, Aguares, Agaros

Clarividência, Fama, Comunicação

Agares é um duque que está sob o poder do Leste, e aparece na forma de um belo homem montado em um crocodilo, com um falcão em seu punho, ou então na forma de uma bela mulher de cabelos loiros. Ele tem o poder de conceder rapidez, ensinar línguas, causar tremores e quebrar dignidades. Também traz de volta coisas que se foram. Este daemon foi da ordem das Virtudes, e governa 31 legiões de espíritos.

Daemon Agares

Análise

Agares se apresenta de maneira amigável para aqueles que demonstram interesse em adquirir conhecimento, porém é capaz de iludir e manipular aqueles que recorrem a ele apenas pelo poder. O símbolismo de sua imagem montada em um crocodilo e com um falcão nas mãos mostra seu poder de conhecer as coisas e ver além do alcance (o falcão, animal que observa o mundo das alturas, com voo célere e botes ágeis sobre as presas na terra), resolver problemas de maneira rápida, controlar as paixões e tensões provocadas pela insegurança, dúvida e preocupação.

Sobre o crocodilo, Agares comanda o animal passional, limitando o lado irracional daqueles que recorrem a este. O crocodilo também representa a aniquilação e a morte definitiva, por conta disso este espítito é convocado para destruir reputações. Acreditava-se que o crocodilo era capaz de destruir seres em todos os planos, obliterando almas, e possuindo inclusive a capacidade de devorar o ritmo do tempo para que este não passasse (alegoria utilizada em Peter Pan, por exemplo).

Há associação deste daemon, tanto pelas caracteristicas do comportamento quanto pela possível origem do nome, com a escrava de Sara, Agar, oferecida a Abraão para que este concebesse um filho por conta da infertilidade de Sara (Genêsis 16). Após ser humilhada e expulsa por Sara, Agar retornará para Abraão, orientada por um anjo que anunciara sua gravidez. Com o nascimento de Isaac, Sara expulsaria Agar e seu filho Ismael novamente, dessa vez para vagar no deserto. Os dois são abençoados por um anjo de Javé, que mostra um poço de água que garantiria sua sobrevivência e permititia o estabelecimento de uma morada, sendo ainda lhe prometido que assim como a linhagem de Abraão através de Isaac daria origem a um grande povo (os hebreus), a descendência de Ismael também seria um povo grandioso (os árabes).

O mito combina com a capacidade do espírito Agares, capaz de levar a infâmia e a fama de acordo com os desígnios então orientados. Também colabora para que a visão opere e permita ver além do desespero e das paixões, como o poço no deserto, e de se fazer escutado (Ismael significa “Deus ouviu”), o que faz com que a comunicação opere transpondo barreiras físicas e mentais (comunicação entre mundos, conhecimento de novos idiomas).

Selo de Agares

Selo do daemon Agares
Ornamento de página
Resumo
NomeAgares
Outros nomesAgreas, Aguares, Agaros
ElementosClarividência, Fama, Comunicação
SignificadoFilho de Agar, solícito, estrangeiro
HierarquiaDuque do Leste, da ordem das Virtudes
Legiões31
AparênciaUm belo homem velho montado em um crocodilo, com um falcão no punho, ou uma mulher loira, esguia e atraente. Possui comportamento suave.
PoderesRapidez, ensinar línguas, causar tremores, quebrar dignidades espirituais e temporais
GematriaEm idioma moderno, 1+7+1+80+5+90=184=13=4; Em hebraico, 1+3+1+200+1+300=506=11=2;
Letra hebraicaDaleth, Mem
TarotMorte, Imperador, Roda da Fortuna
SephirothKether-(Daath)-Tipharet
AstrologiaMercúrio (comunicação, celeridade), Sol (ilusão e desilusão, exposição do que está oculto, clarividência)
AnjoJeliel
EntidadeIsmael, filho de Agar
OutrosAlgol, Agreus, Agar, Sibu, Enmesarra, Nergal, Indra
Ornamento de página